Digitalização (Capturar scanner)

Na regra de negócio de Digitalização é possível configurar o módulo "Capturar Scanner", incluindo o tipo de digitalização realizada, configurações de captura e filtros aplicados na imagem, campos exibidos para preenchimento, entre outros.

Para saber mais detalhes verifique os tópicos abaixo:


Como criar uma regra de negócio

Para criar a regra de negócio, acesse o módulo de Regras de negócio (no menu lateral acessar Administração >> Bibiotecas >> Regras de negócio). Em seguida, clique em Nova regra de negócio:


Será apresentada a interface de cadastro da regra de negócio. Selecione o Evento chamado Digitalizar. Também preencha o Nome da regra e clique em Salvar:


A regra de negócio para configuração do módulo de Capturar scanner da biblioteca será criada e estará desativada. Para utilizar o módulo é necessário ativá-la e realizar algumas configurações mínimas, descritas nos tópicos abaixo.


↑ Voltar para o topo

Como configurar o módulo de Capturar scanner

Para acessar as configurações do módulo de Capturar scanner, é necessário acessar o módulo de Regra de negócios (no menu lateral acessar Administração >> Bibiotecas >> Regras de negócio).

Em seguida, localize a regra de negócio cujo Evento se chama Digitalizar e clique no ícone de Configurações:


Serão apresentadas as diversas configurações possíveis de serem realizadas para o módulo de Capturar scanner. As configurações são agrupadas em abas, explicadas nos tópicos abaixo:


↑ Voltar para o topo

Aba Geral

Na aba Geral o usuário deve definir qual é o tipo de digitalização a ser realizada: documentos ou lotes. Ao selecionar o tipo de digitalização, as configurações cabíveis ao tipo selecionado são habilitadas, onde é possível configurar validações de quantidade de arquivos, modo de tipificação, preenchimento de informações sobre o nome do lote/documento, reconhecimento de códigos de barras e capas, entre outros.

Algumas configurações também são aplicáveis para ambos os tipos de digitalização, como o encerramento de documentos, quantidades limites de entrada de arquivos, entre outras.

A imagem abaixo apresenta uma visão geral das configurações possíveis de serem realizadas. Os apontamentos em verde indicam as configurações disponíveis para a digitalização de documento, enquanto em vermelho estão as configurações disponíveis para a digitalização de lotes.

Visão geral das configurações disponíveis.

Digitalização de documentos

A digitalização de documentos é a digitalização padrão, cujo uso é indicado para empresas que irão armazenar em sua biblioteca um conjunto de arquivos, cada qual separado por suas propriedades. Por exemplo, uma biblioteca que armazene notas fiscais, multas, documentos de funcionários, entre outros.

Ao selecionar este tipo de digitalização o usuário deverá informar as seguintes configurações: Identificadores*, Árvore de arquivos*, Modo de tipificação*, Encerrar documentos, Encerramento*, Aparência da árvore de arquivos* e Limite de entrada de arquivos.

*As configurações com asterisco são obrigatórias e, por padrão, já estão pré-configuradas durante a criação da regra de negócio.


1. Identificadores: As configurações abaixo, possuem relação com a criação e definição do nome do documento, que no Orquestra ECM é chamado de "Identificador".


  • Criar documento automaticamente:  Ao acessar o módulo de Capturar scanner, o sistema criará automaticamente o documento que receberá os arquivos. Acesse nossa página de conceitos básicos para entender a diferença entre documentos e arquivos, clicando aqui.
  • Digitalizar automaticamente:  Ao acessar o módulo de Capturar scanner, o sistema irá acionar automaticamente o scanner para realizar a digitalização.
  • Não gerar nome do documento automaticamente: Ao marcar esta opção o sistema não irá gerar automaticamente o identificador do documento, sendo necessário o usuário informá-lo manualmente.
  • Gerar nome do documento automaticamente: O sistema irá criar automaticamente o identificador do documento.
  • Bloquear identificador do documento: Se esta opção estiver desmarcada, o usuário não poderá editar o identificador do documento, mesmo se o sistema tenha gerado o nome automaticamente. Caso esteja desmarcada, o usuário poderá modificar o identificador.

2. Árvore de arquivos: Refere-se ao modo como são exibidos os arquivos digitalizados ou importados no módulo de Capturar scanner. Quando as opções estão desmarcadas, serão apenas listados os arquivos digitalizados/importados:


  • Habilitar seleção: Habilita a seleção de arquivos na tela do módulo "Capturar Scanner". Com essa opção habilitada é possível selecionar quais arquivos farão parte de um documento:

  • Selecionada: Ao digitalizar ou importar os arquivos, por padrão, os arquivos já estão selecionados para o encerramento.

3. Modo de tipificação: Tipificação é o ato de tipificar algo, classificar qual é o seu tipo. No Orquestra ECM a tipificação é a ação de definir o tipo do documento que será armazenado na biblioteca. O modo de tipificação indica se esta definição do tipo de documento será feito antes ou depois que os arquivos foram digitalizados/importados, sendo:

  • Assistida: A tipificação do documento acontecerá após a digitalização/importação dos arquivos.
  • Anunciada: Esta opção exige que o usuário informe o tipo de documento antes que os arquivos sejam digitalizados/importados.

4. Encerrar documentos: É a ação de finalizar o documento após digitalizar/importar as imagens e preencher os campos desejados, fazendo com que o documento seja armazenado na biblioteca. Esta ação está associada ao botão "Encerrar".

  • Encerrar automaticamente: Ao marcar esta opção, após digitalizar ou importar os arquivos, o documento é encerrado automaticamente, sem a necessidade de o usuário clicar no botão "Encerrar". Os documentos serão encerrados automaticamente somente se os campos obrigatórios estiverem preenchidos, caso contrário, será solicitado o preenchimento de tais campos e o encerramento deverá ser feito manualmente.
  • Encerrar documento com até x arquivos: Define a quantidade máxima de arquivos que o documento irá possuir. No momento do encerramento, o Orquestra ECM automaticamente irá armazenar no sistema documentos que contenham, no máximo, a quantidade informada nessa configuração; podendo criar N documentos na biblioteca. Esta opção é mais utilizada em operações que possuem um padrão de arquivos por documentos. Se por exemplo, for configurado para encerrar o documento com até 2 arquivos e o usuário digitalizar 10 folhas, o resultado do encerramento será 5 documentos armazenados na biblioteca, cada um com 2 arquivos.



5. Encerramento: Aqui é possível definir se o documento a ser encerrado possuirá pré-indexação e se o usuário deve confirmar o seu encerramento (finalização).

  • Exibir confirmação: Marque está opção para exibir a confirmação do encerramento do documento quando clicar no botão "Encerrar". Será exibida uma mensagem ao usuário.
  • Fazer pré-indexação: Ao configurar esta opção, é necessário informar a etapa, situação e pendência que o documento será enviado após ser encerrado. Para entender o que é pré-indexação, consulte nossa página de conceitos básicos clicando aqui.

6. Aparência da árvore de arquivos: Configure aqui como será a aparência da árvore de arquivos (explicada no item 2).

  • Esconder árvore de arquivos: Esconde a árvore de arquivos. Somente serão apresentados os campos da biblioteca, além do visualizador e menus.
  • Exibir árvore em tamanho padrão: Exibe a árvore de arquivos no tamanho padrão pré-definido do sistema.
  • Definir o tamanho em px: Defina a altura da árvore de arquivos, em Pixel.
  • Apenas árvore: Exibe somente a árvore de arquivos e esconde os campos (opção não recomendada para bibliotecas que terão qualquer classificação/preenchimento manual dos campos apresentados durante a criação do documento).



7. Limite da entrada de arquivos:

  • Habilitar limite de arquivos na digitalização: Ao configurar a quantidade de arquivos, no momento da digitalização o sistema irá aceitar, no máximo, somente a quantidade de arquivos definida aqui. Se o usuário digitalizar mais arquivos do que o configurado, o Orquestra ECM irá descartar os arquivos que excederam a quantidade habilitada.
  • Habilitar limite de arquivos na importação: Ao configurar a quantidade de arquivos, no momento da importação de arquivos o sistema irá aceitar, no máximo, somente a quantidade de arquivos definida aqui. Se o usuário importar mais arquivos do que o configurado, o Orquestra ECM irá descartar os arquivos que excederam a quantidade habilitada.


Após efetuar as configurações, não esqueça de salvá-las clicando nos botões OK ou APLICAR.

↑ Voltar para o topo

Digitalização de lotes

A digitalização de lotes é um tipo mais avançada, sendo possível configurar o reconhecimento de código de barras e o reconhecimento das capas de documento/lote emitidas pelo próprio Orquestra ECM. Ao utilizar esse tipo de digitalização a aba "Código de barras" também é habilitada para configuração.

Ao selecionar este tipo de digitalização o usuário deverá informar as seguintes configurações: Lotes, Controle de quantidade de documentos no encerramento, Controle de quantidade de arquivos no encerramento, Quebra de documento*, Capa de documento e lote, Encerramento*, Aparência da árvore de arquivos* e Limite de entrada para arquivos.

*As configurações com asterisco são obrigatórias e, por padrão, já estão pré-configuradas durante a criação da regra de negócio.

Para entender a diferença entre Lotes, Documentos e Arquivos, e como eles se relacionam, acesse nossa página de conceitos básicos clicando aqui.



1. Lotes: Define as configurações principais para criação e inclusão de arquivos e documentos nos lotes.

  • Criar lote automaticamente: Quando esta opção está habilitada, ao abrir o módulo de Capturar scanner, o sistema cria automaticamente o lote e define seu identificador.
  • Digitalizar automaticamente: Ao abrir o módulo de Capturar scanner, o sistema irá acionar instantânea e automaticamente o scanner para realizar a digitalização.
  • Permitir quebra manual de documentos e lotes: Uma vez entendido o conceito de lotes e documentos, é possível permitir que o usuário divida manualmente os arquivos dentro de documentos e documentos dentro de lotes.
  • Definir Prioridade: Se marcar esta opção, é possível definir a prioridade de encerramento do lote; ou seja, ao criar vários lotes no módulo de Capturar scanner, antes de encerrá-los, o usuário pode definir qual será enviado primeiramente para o sistema. Caso não seja definida a prioridade dos lotes, eles serão encerrados e enviados para o servidor em ordem de criação. Para obter mais detalhes sobre priorização de lotes, clique aqui.

2. Controle de quantidade de documentos no encerramento: Permite estabelecer controles para a quantidade de documentos que o lote possuirá.


  • Validação informada pelo usuário: O usuário pode optar por validar a quantidade de documentos que serão criados por lote. Neste caso, quando o usuário acessa o módulo de Capturar scanner, será apresentada uma interface onde poderá escolher se deseja habilitar a validação de quantidade de documentos capturados. Esta configuração deve ser selecionada para cada um dos lotes digitalizados.
  • Quantidade informada pelo usuário: O usuário informa quantos documentos podem ser criados por lote e o sistema irá validar se essa quantidade é respeitada, emitindo um alerta durante o encerramento caso a quantidade seja diferente do informado. Em toda digitalização o usuário deve informar obrigatoriamente a quantidade de documentos que cada lote deve possuir.
  • Quantidade fixa: Defina a quantidade de documentos que um lote deve possuir no campo "Quantidade de documentos".  O sistema irá validar se essa quantidade é respeitada, emitindo um alerta durante o encerramento caso a quantidade seja diferente do informado. Esse valor será fixo para todos os lotes e não poderá ser modificado pelo usuário.

3. Controle de quantidade de arquivos no encerramento: Permite estabelecer controles para a quantidade de arquivos que cada documento possuirá.


  • Validar arquivos por documento: A validação será da quantidade de arquivos por documento, independente da quantidade de documentos por lotes. Neste caso, quando o usuário acessa o módulo de Capturar scanner, será apresentada uma interface onde poderá escolher se deseja habilitar a validação de quantidade de arquivos por documento.
  • Validar arquivos por lote: A validação será da quantidade de arquivos por lote, independente da quantidade de documentos por lote. Neste caso, quando o usuário acessa o módulo de Capturar scanner, será apresentada uma interface onde poderá escolher se deseja habilitar a validação de quantidade de arquivos por lote.
  • Validação informada pelo usuário: O usuário pode optar por validar a quantidade de arquivos que o lote ou os documentos possuirão. Caso opte pela validação, o usuário deverá informar quantos arquivos deverão ser contabilizados ao acessar o módulo de Capturar scanner. O sistema irá validar se essa quantidade é respeitada, emitindo um alerta durante o encerramento caso a quantidade seja diferente do informado. Esta opção deverá ser selecionada a cada novo lote criado.
  • Quantidade informada pelo usuário: O usuário informa quantos arquivos podem existir no lote ou documento (isso dependerá do tipo de validação escolhida, se por lote ou documento) e o sistema irá validar se essa quantidade é respeitada, emitindo um alerta durante o encerramento caso a quantidade seja diferente do informado. Em toda digitalização o usuário deve informar obrigatoriamente a quantidade de documentos que cada lote deve possuir.
  • Quantidade fixa: Defina a quantidade de arquivos que um lote ou documento deve possuir no campo "Quantidade de arquivos". O sistema irá validar se essa quantidade é respeitada, emitindo um alerta durante o encerramento caso a quantidade seja diferente do informado. Esse valor será fixo para todos os lotes e não poderá ser modificado pelo usuário.


4. Quebra de documento: A quebra de documentos ocorre quando o sistema cria automaticamente um novo documento, com base no reconhecimento de um código de barras ou porque atingiu uma quantidade limite.

  • Por código de barras: Realiza a quebra automática de documento por código de barras, ou seja, a cada código de barras que o sistema identificar ele criará um documento e todos os próximos arquivos que forem digitalizados/importados farão parte deste documento, até que um novo código de barras seja identificado.
    Obs: Essa configuração só será respeitada caso o usuário não possua nenhuma regra de reconhecimento/descarte de código de barras configurada.
  • Por quantidade de arquivos: Realiza a quebra automática de documento por arquivos. Por exemplo: se o usuário configura que cada documento deve conter 2 arquivos, ao digitalizar/importar 10 arquivos, o sistema irá gerar dentro do lote 5 documentos, cada um com 2 arquivos.

5. Capa de documento e lote: Permite que o sistema reconheça as capas de lotes ou documentos, emitidas pelo próprio Orquestra ECM, identificando quais documentos e lotes devem ser criados ou, no caso de reuso das capas, identifica em qual documento/lote que já está armazenado na biblioteca os arquivos que estão sendo digitalizados devem ser adicionados. As capas podem delimitar aonde começa e termina um lote/documento, contendo informações de controle, como quantos documentos/arquivos compõem aquele lote/documento e outros campos da biblioteca.

  • Manter capa: Mantém a digitalização da capa junto com os demais arquivos do documento, dentro da biblioteca.
  • Mover para o final: Move a imagem digitalização da capa para o final da listagem de arquivos do documento, mantendo-a na biblioteca.
  • Descartar capa: Descarta a capa após a importação dos arquivos, removendo-a da biblioteca.

6. Limite de entrada para arquivos

  • Habilitar limite de arquivos na digitalização: Ao configurar a quantidade de arquivos, no momento da digitalização o sistema irá aceitar, no máximo, somente a quantidade de arquivos definida aqui. Se o usuário digitalizar mais arquivos do que o configurado, o Orquestra ECM irá descartar os arquivos que excederam a quantidade habilitada.
  • Habilitar limite de arquivos na importação: Ao configurar a quantidade de arquivos, no momento da importação de arquivos o sistema irá aceitar, no máximo, somente a quantidade de arquivos definida aqui. Se o usuário importar mais arquivos do que o configurado, o Orquestra ECM irá descartar os arquivos que excederam a quantidade habilitada.



7. Encerramento: Aqui é possível definir se o lote a ser encerrado possuirá pré-indexação e se o usuário deve confirmar o seu encerramento (finalização).

  • Exibir confirmação: Marque está opção para exibir a confirmação do encerramento do lote quando clicar no botão "Encerrar". Será exibida uma mensagem ao usuário.
  • Fazer pré-indexação: Ao configurar esta opção, é necessário informar a etapa, situação e pendência que o documento do lote será enviado após ser encerrado. Para entender o que é pré-indexação, consulte nossa página de conceitos básicos clicando aqui.

8. Aparência da árvore de arquivos: Configure aqui como será a aparência da árvore de arquivos (explicada no item 2 do tópico anterior).

  • Esconder árvore de arquivos: Esconde a árvore de arquivos. Somente serão apresentados os campos da biblioteca, além do visualizador e menus.
  • Exibir árvore em tamanho padrão: Exibe a árvore de arquivos no tamanho padrão pré-definido do sistema.
  • Definir o tamanho em px: Defina a altura da árvore de arquivos, em Pixel.
  • Apenas árvore: Exibe somente a árvore de arquivos e esconde os campos (opção não recomendada para bibliotecas que terão qualquer classificação/preenchimento manual dos campos apresentados durante a criação do documento).


Após efetuar as configurações, não esqueça de salvá-las clicando nos botões OK ou APLICAR.

↑ Voltar para o topo

Aba Captura


Visão geral das configurações disponíveis.

Na aba Captura é possível efetuar configurações relacionadas com o scanner e qualidade da imagem digitalizada e está disponível tanto para a digitalização de documentos quanto para a digitalização de lotes.

IMPORTANTE! Algumas configurações são dependentes do formato ou cor escolhida para a digitalização, estando disponíveis para configuração apenas em algumas ocasiões. Para obter mais informações sobre as configurações indicadas para a digitalização, acesse este artigo.

As configurações disponíveis são:



Scanner: Apresenta configurações relacionadas à captura realizada com o scanner. Elas serão aplicada somente se o scanner suportá-las.

1. Scanners e Scanner configurados: Do lado esquerdo ("Scanners") são listados todos os scanners que um dia foram utilizados para digitalização de arquivos nas bibliotecas instaladas neste servidor. É possível selecionar um dos servidores que estejam nesta lista (adicionando-o na coluna da direita, chamada "Scanners configurados") para que seja utilizado o recurso de Snapshot, ou seja, serão salvas configurações de digitalização específicas para o scanner selecionado.

2. Exibir interface: Quando esta opção estiver selecionada, ao realizar uma digitalização no módulo de Capturar scanner será exibida a interface do próprio scanner para realização das configurações de captura, como determinar a cor, brilho, rotação e etc.

3. Utilizar configurações da regra de negócio: Esta configuração permite que o usuário configure para que as imagens digitalizadas utilizem as configurações realizadas dentro da regra de negócio (ao invés das configurações padrão do scanner). Esta é a configuração padrão do Orquestra ECM.

4. Utilizar configurações do scanner: Ao contrário do item acima, esta opção utiliza as configurações próprias do scanner, ignorando as configurações da regra de negócio.

5. Utilizar somente configurações avançadas: Esta opção permite que o usuário utilize somente as configurações das capabilities avançadas, configuradas dentro do bloco "Scanner avançado".

6. Utilizar Snapshot: Snapshot é um tipo de configuração voltada para operações que utilizam scanners de diversos modelos. Neste caso, a configuração da imagem digitalizada é feita para cada modelo de scanner, com o objetivo de equalizar a qualidade das imagens que serão digitalizadas através das particularidades de configuração dos diferentes modelos de scanners usados.

Como cada modelo de scanner possui características específicas, as configurações da regra de negócio, quando utilizadas por diversos scanners podem resultar em imagens digitalizadas com qualidades diferentes, o que inviabiliza a existência de um padrão nas imagens armazenadas. Por exemplo: alguns scanners podem apresentar uma ótima qualidade de imagens quando configurados em cor preto e branco com 200 dpis, enquanto outros modelos de scanner podem digitalizar imagens com textos inilegíveis para as mesmas configurações.

Uma forma de resolver esta situação é utilizar o recurso de Snapshot, que permite salvar configurações específicas de parâmetros de digitalização de imagens para cada um dos scanners, ignorando parte das configurações presentes na regra de negócio. Opções como brilho, contraste, resolução em DPIs, entre outras, podem ser configuradas diretamente para o scanner utilizado. Isso permitirá que todas as imagens digitalizadas e salvas na biblioteca tenham os mesmos padrões de qualidade.

É possível configurar o Snapshot para cada modelo de scanner que será utilizado na operação de digitalização. Quando este modelo de scanner estiver conectado na máquina do usuário, o sistema irá identificar quais são as configurações de snapshot correspondentes e automaticamente irá aplicá-las na digitalização.

Somente é possível configurar 1 Snapshot por modelo de scanner em cada biblioteca.

Para configurar o Snapshot, também é necessário que o scanner esteja conectado no computador do usuário que está realizando a operação de configuração da regra de negócio.

Neste artigo estão descritas as instruções para configuração de Snapshot.

7. Tamanho: Tamanho da folha que será digitalizada, como A4, A5, B5, US Letter e etc.

8. Formato de arquivo: Formato em que a imagem será capturada no scanner. É recomendada a utilização do formato TIFF.

9. Cor: Cor em que a imagem será capturada. Verifique se o modelo de scanner utilizado suporta as cores disponíveis para configuração. A configuração escolhida nesta opção deverá estar em conformidade com as opções escolhidas dentro do bloco "Salvar arquivo como". Clique aqui para obter orientações sobre as configurações indicadas para a digitalização.

10. Compressão: Compressão que será utilizada ao salvar o arquivo no formato selecionado. É recomendada a utilização da compressão GROUP4.

11. Orientação: Orientação/rotação que será utilizada na captura da imagem (retrato, paisagem, rotação 90º e etc). Verifique se o modelo de scanner utilizado suporta as orientações disponíveis para configuração.

12. Duplex: Habilita o reconhecimento frente e verso da folha. Verifique se o modelo de scanner utilizado suporta este recurso.

13. Deskew: É um filtro que endireita parcialmente o enquadramento da imagem após sua captura, dependendo do grau de rotação em que a imagem foi digitalizada. O ajuste na rotação é realizado observando sempre o sentido do texto presente na imagem. Verifique se o modelo de scanner utilizado suporta este recurso.

14. Brilho automático: Aplica automaticamente o brilho nas imagens digitalizadas. Verifique se o modelo de scanner utilizado suporta este recurso.

15. Rotação automática: Automaticamente o scanner efetuará a rotação da imagem digitalizada, mantendo-a no sentido horizontal ou vertical, de acordo com o texto contido na página. Verifique se o modelo de scanner utilizado suporta este recurso.

16. Brilho: Aplica na imagem digitalizada o nível de brilho configurado (de -100 até 100). Verifique se o scanner possui compatibilidade com os níveis de brilho que deseja aplicar.

17. Contraste: Aplica na imagem digitalizada o nível de contraste configurado (de -100 até 100). Verifique se o scanner possui compatibilidade com os níveis de contraste que deseja aplicar.

18. Rotação: Rotaciona a imagem digitalizada para o grau configurado (de -360 até 360).  Verifique se o scanner possui compatibilidade com o grau de rotação que deseja aplicar.

19. Resolução em DPIs: DPI significa ponto por polegada, representa o número de pontos que podem ser encontrados em uma polegada, deixando a imagem digitalizada mais ou menos visível. É comum as pessoas se referirem ao DPI como resolução da imagem. Aqui é possível informar o valor das DPIs desejadas (de 50 até 1200). Verifique quais resoluções de DPIs o scanner utilizado suporta. O valor padrão do sistema é 200 DPIs.



1. Importar: Apresenta configurações que serão utilizadas exclusivamente na funcionalidade de "Importar arquivos".

  • Ao importar excluir o arquivo original: Exclui da máquina do usuário o arquivo importado.
  • Selecionar vários arquivos: Permite a seleção de vários arquivos para importação. Caso a opção esteja desmarcada, será possível selecionar apenas 1 arquivo por vez.
  • Aplicar filtro: Aplica nas imagens importadas os filtros configurados na aba "Filtros".



1. Capabilities avançadas: Esta funcionalidade permite que usuários mais avançados e técnicos de scanners configurem uma capability específica do modelo do scanner, que o Orquestra ECM não possui em sua interface de configuração. Por sua configuração ser menos amigável, sugerimos que seja utilizado o snapshot ao invés das capabilities avançadas.



Salvar arquivo como: Permite configurar propriedades do arquivo, considerando o formato final em que as imagens digitalizadas serão armazenadas na biblioteca. É importante observar que as configurações dependem do formato de arquivo selecionado, conforme os 3 exemplos apresentados na imagem acima.

1. Formato: Formato em que o arquivo será salvo (TIFF, JPEG, PDF). Cada formato possui configurações específicas (listadas abaixo), assim como recomendações para a cor escolhida. Clique aqui para obter orientações sobre as configurações indicadas para a digitalização.

2. Bits Pixel: Em quantos bits pixel a imagem será salva. Clique aqui para obter orientações sobre as configurações indicadas para a digitalização.

3. Pontilhado: Especifica qual técnica de pontilhado será utilizada, com o objetivo de reduzir a quantização de cores e o tamanho final dos arquivos.

  • Bayer: Algorítimo caracterizado por exibir menores profundidades de cor. Para mais detalhes acesse este link.
  • Burkes: Algorítimo de difusão de erros. Para mais detalhes acesse este link.
  • Floyd Steinburg: É uma forma de ruído aplicada intencionalmente para aleatorizar o erro de quantização, impedindo padrões de grande escala, como faixas de cores nas imagens. Um uso comum do pontilhamento é a conversão de uma imagem em escala de cinza em preto e branco, de modo que a densidade dos pontos pretos na nova imagem se aproxime do nível médio de cinza no original. Para mais detalhes acesse este link.
  • No Dithering: Sem pontilhado. Para mais detalhes acesse este link.


Exemplo dos pontilhados aplicados. Fonte: Wikipedia.

Todas as configurações de pontilhado são padrões de mercado. Para mais detalhes aconselhamos que realize uma busca na internet ou que consulte o manual do scanner utilizado.

4. Paleta: Indica qual paleta de cores será utilizada. Clique aqui para obter orientações sobre as configurações indicadas para a digitalização.

  • Custom: O sistema define automaticamente a melhor paleta de cores para cada imagem.
  • Fixed: Paleta de cores fixas e pré-definidas. Possui ampla variedade de cores e tons. É uma paleta genérica, não otimizada para a imagem, podendo ser utilizada com qualquer imagem.
  • Gray Scale: Paleta de cores para imagens em escala de cinza. Normalmente utiliza 8-bits para gerar uma grande quantidade de tons de cinzas diferentes, melhorando a qualidade da imagem.
  • Optimized: A paleta de cores é otimizada para melhor se adequar às cores da imagem, reduzindo o seu tamanho e melhorando a qualidade, pois gera uma maior quantidade de tons entre as cores predominantes na imagem.

5. Fim do Preenchimento:  Essas configurações estão relacionadas com a forma como o arquivo será manipulado durante o processo de gravação.

De forma geral, essa configuração interfere na ordem em que os bits do arquivo serão escritos podendo ser do menos significante para o mais significante ou do mais significante para o menos significante.

A imagem abaixo exemplifica a significância dos bits do pixel de uma imagem onde o 128 é o bit mais significante e o 1 o menos significante:


Essa ordem pode ser importante caso esteja ocorrendo problema de truncar a gravação do arquivo. Normalmente uma perda de até 3 bits de informação em um pixel não representa uma alteração notável a olho nu, então, ao alterar a ordem de gravação dos bits pode-se garantir uma melhor qualidade da imagem.

Todas as configurações do fim do preenchimento são padrões de mercado. Para mais detalhes aconselhamos que realize uma busca na internet ou que consulte o manual do scanner utilizado.

6. Compressão: São algoritmos de compressão que servem para que o arquivo seja transmitido do scanner para a máquina com o formato escolhido, podendo ter ganho de velocidade ou mesmo a compressão específica exigida por alguma lei, etc.

Ao criar uma regra de digitalização, ela já é criada com a configuração recomendada: o Group4 que é a compressão mais eficaz e viável na maioria dos negócios que manterão os arquivos no formato TIFF. As demais compressões também estão disponíveis para uso, mas recomendamos que apenas técnicos ou usuários avançados (que tenham conhecimento em configurações do modelo de scanner utilizado) realizem a troca do valor, pois isso pode afetar nos pontos citados no parágrafo acima.

Todas as configurações de compressão são padrões de mercado. Para mais detalhes aconselhamos que realize uma busca na internet ou que consulte o manual do scanner utilizado.

7. Escala de cinza: Essa opção é habilitada quando utilizado o formato Jpeg e permite que as imagens sejam digitalizadas e salvas com as cores em escala de cinza. Clique aqui para obter orientações sobre as configurações indicadas para a digitalização.

8. Espaço de cor: Especifica qual será o modelo matemático utilizado para descrever no modelo de fórmulas cada uma das cores presentes na imagem digitalizada. Para mais detalhes acesse este link..

O Espaço de cor padrão, que já é configurado automaticamente durante a criação da regra de negócio, é o "Color Space Not Set". Existem outros espaços de cores disponíveis para uso, mas recomendamos que apenas técnicos ou usuários avançados (que tenham conhecimento em configurações do modelo de scanner utilizado) realizem o ajuste do valor selecionado neste campo.

Todas as configurações de espaço de cor são padrões de mercado. Para mais detalhes aconselhamos que realize uma busca na internet ou que consulte o manual do scanner utilizado.

9. Qualidade: Permite determinar o nível de qualidade aceitável para as imagens digitalizadas (de 0 até 100). Recomendamos que o valor padrão seja 70.

10. Suavização: Permite determinar qual será o nível de procedimentos de suavização aplicados a fim de melhorar a sua nitidez, como a utilização de borramentos e redução de ruídos (de 0 até 100). Recomendamos que o valor padrão seja 30.


Após efetuar as configurações, não esqueça de salvá-las clicando nos botões OK ou APLICAR.

↑ Voltar para o topo

Aba Código de barras

Visão geral das configurações disponíveis.

Nesta aba é possível efetuar configurações relacionadas ao reconhecimento de código de barras durante a digitalização de lotes. Por conta disso, ela só estará habilitada caso o usuário tenha escolhido a configuração Digitalização de lotes na aba Geral.



1. Códigos de barras 1D: Apresenta uma listagem de códigos de barras no formato 1D, que são possíveis de reconhecimento pelo Orquestra ECM. É possível selecionar para que sejam reconhecidos formatos específicos ou todos. Caso o conteúdo digitalizado possua códigos de barras não habilitados nesta configuração, os mesmos terão o reconhecimento ignorado pelo Orquestra ECM.

2. Códigos de barras 2D: Apresenta uma listagem de códigos de barras no formato 2D, que são possível de reconhecimento pelo Orquestra ECM. É possível selecionar para que sejam reconhecidos formatos específicos ou todos. Caso o conteúdo digitalizado possua códigos de barras não habilitados nesta configuração, os mesmos terão o reconhecimento ignorado pelo Orquestra ECM.

3. Área de reconhecimento: Por padrão, quando um documento que contenha código de barras é digitalizado, o Orquestra ECM analisa toda a página até localizar este código. Isso pode demorar alguns segundos e exigir mais processamento.

Caso os documentos que serão digitalizados possuam sempre uma posição fixa para o código de barras, é possível determinar em qual quadrante da página o Orquestra ECM deve procurar pelo código, otimizando o tempo de reconhecimento e o uso de recursos de processamento.



1. Direção de reconhecimento:  Escolha a direção do reconhecimento do código de barras. Dependendo do tipo de código e qualidade da imagem, pode ser que uma direção de reconhecimento seja mais adequada que outra, para isso é necessário testar em seus modelos de documentos e códigos. Este recurso permite que o índice de assertividade no reconhecimento de um código de barras seja maior, pois o sistema irá verificar se dentro de cada uma das fatias existe um código de barras. Para obter mais detalhes sobre o que é a direção de reconhecimento e como configurá-la veja este artigo.

2. Reconhecimento da página em fatias: Permite efetuar diversas configurações de modo a determinar a quantidade de fatias que o processo de reconhecimento de código de barras terá, além de quantas fatias. Isso permite que os códigos de barras sejam identificados mais rapidamente pelo Orquestra ECM, otimizando tempo e recursos utilizados.

  • Quantidade de fatias por página: Escolha a quantidade de fatias que a página será dividida para que seja realizado o reconhecimento do código de barras. Escolhendo 2 fatias, por exemplo, a página será dividida ao meio e o reconhecimento do código será aplicado fatia por fatia. Para saber como as páginas são divididas clique aqui
  • Interromper reconhecimento ao encontrar o primeiro código de barras: Quando é digitalizada uma imagem que possui mais de um código de barras, o primeiro código reconhecido irá compor o valor da quebra de documento. A varredura buscando outros códigos permanecerá e os outros códigos reconhecidos serão armazenados em um XML. A configuração para interromper o reconhecimento ao encontrar o primeiro código de barras permite que, em casos onde exista mais de um código de barras por página, a varredura por um código seja encerrada ao encontrar o primeiro deles. Isso poupa tempo e recursos de processamento.
  • Iniciar reconhecimento a partir da fatia x: Escolha a fatia em que o reconhecimento será iniciado. As fatias acima à esta serão ignoradas.
  • Finalizar reconhecimento a partir da fatia x: Escolha a fatia em que o reconhecimento será finalizado. As fatias abaixo desta serão ignoradas.



1. Quebra de documentos por código de barras: Esta opção possibilita a configuração de regras de reconhecimento e descarte de documentos digitalizados, com base no código de barras reconhecido. Também é possível efetuar o preenchimento automático de campos da biblioteca.

Para conhecer todas as possibilidades de configuração desta funcionalidade acesse este artigo.


Após efetuar as configurações, não esqueça de salvá-las clicando nos botões OK ou APLICAR.

↑ Voltar para o topo

Aba Filtros

Visão geral das funcionalidades disponíveis.

Na aba Filtros é possível configurar filtros que serão aplicados diretamente na imagem digitalizada ou nas imagens importadas, caso a configuração tenha sido habilitada na aba Captura.



1. Filtros: Exibe a listagem de filtros disponíveis para configuração. É possível aplicar mais de um ou nenhum filtro na imagem ao mesmo tempo. Mais detalhes sobre como funciona cada um dos filtros pode ser visto nos tópicos abaixo.

2. Listagem de filtros selecionados: Apresenta a listagem de filtros selecionados e configurados para serem aplicados nas imagens. Alguns filtros permitem que sejam realizados ajustes em sua configuração; para isso, clique em Editar (ícone em formato de Lápis). Também é possível excluir um filtro selecionado anteriormente ou desativá-lo temporariamente, desmarcando a caixa "Habilitado".

3. Selecionar origem: Selecione qual será o scanner utilizado para capturar imagens durante o teste dos filtros.

4. Digitalizar: Aciona diretamente o scanner selecionado e digitaliza a imagem, apresentando-a sem a aplicação dos filtros no quadrante de pré-visualização.

5. Abrir arquivo: Permite que o usuário selecione uma imagem armazenada em seu computador para realizar o teste dos filtros.

6. Aplicar filtros: Aplica os filtros selecionados anteriormente na imagem digitalizada ou importada.

7. Auto-foco bloqueado: Caso o zoom por área esteja ativo, é possível clicar neste ícone e retornar o cursor do mouse para uma seta.

8. Rotacionar para a esquerda: É possível rotacionar a imagem apresentada na pré-visualização quantas vezes desejar para o lado esquerdo (sentido anti-horário).

9. Rotacionar para a direita: É possível rotacionar a imagem apresentada na pré-visualização quantas vezes desejar para o lado direito (sentido horário).

10. Zoom por área: É possível selecionar um trecho da imagem que está sendo pré-visualizada, ampliando zoom no pedaço selecionado.

11. Zoom mais: Aumenta o zoom da imagem pré-visualizada.

12. Zoom menos: Diminui o zoom da imagem pré-visualizada.

13. Ajuste do zoom de imagem: Permite ajustar manualmente o valor do zoom da imagem pré-visualizada.

14. Ajustar horizontalmente: Permite ajustar o tamanho da imagem pré-visualizada horizontalmente, até atingir as extremidades laterais direita e esquerda do visualizador.

15. Ajustar verticalmente: Permite ajustar o tamanho da imagem pré-visualizada verticalmente, até atingir as extremidades superior e inferior do visualizador.

16. Auto ajustar: Permite ajustar o tamanho de imagens. A imagem pré-visualizada será expandida até atingir a extremidade (superior/inferior ou laterais) mais próxima.

17. Pré-visualizador de imagens: Exibe a pré-visualização da imagem digitalizada ou importada, antes e após a aplicação dos filtros.


Após efetuar as configurações, não esqueça de salvá-las clicando nos botões OK ou APLICAR.

↑ Voltar para o topo

Conhecendo mais detalhes sobre cada um dos filtros

O Orquestra ECM possui alguns filtros pré-definidos. Abaixo são listados mais detalhes sobre o funcionamento de cada um deles:

  • Deskew: É utilizado para corrigir o alinhamento de uma página após a digitalização. Caso alguma folha tenha sido digitalizada torta, esse filtro realizará o alinhamento da página, com base no texto presente na imagem, para que a mesma fique o mais reta possível.

No exemplo abaixo é possível ver que a imagem digitalizada está ligeiramente torta. Com a aplicação do filtro isto é corrigido.



  • Rotation: Permite rotacionar a página, configurando valores entre 0º e 360º. Para configurar o grau de rotação desejado, clique em Editar (ícone em formato de lápis).


  • Rotation (Duplex): Assim como o filtro acima, permite rotacionar a frente e o verso da folha digitalizada, configurando valores entre 0º e 360º, sendo a rotação feita em sentido anti-horário. Para configurar o grau de rotação desejado, clique em Editar (ícone em formato de lápis).


  • Binarize: Transforma os pixels da imagem em preto e branco. É possível informar o valor do Contraste que a imagem terá (entre -100 e 100), assim como qual o tipo de pontilhado* que será utilizado para construir a imagem.

*As informações sobre o tipo de pontilhado podem ser vistas com detalhes no tópico sobre a aba Captura.



  • Crop: Permite cortar bordas das imagens, determinando valores para os eixos X (horizontal) e Y (vertical) que vão de 0 à 200.


  • Contrast: Permite alterar o contraste da imagem, selecionando valores entre -100 e 100. Refere-se à diferença entre os tons de preto e branco. O nível de contraste de uma foto pode afetar a quantidade de detalhes, a quantidade de saturação na cor, e também pode ser usado para realçar o contorno e as formas.


  • Blank page removal: Permite remover páginas em branco. É necessário informar um valor, em bytes, para que páginas menores que este valor sejam ignoradas e removidas da digitalização.

  • Clean Border: Limpa as bordas da imagem, adicionando a cor branca às mesmas. Para maior eficiência do filtro, é indicado que exista uma borda colorida delimitando a imagem.


  • Crop Border: Recorta as bordas de uma imagem. Para maior eficiência do filtro, é indicado que exista uma borda colorida delimitando a imagem.


  • Despeckle - Binary: Este filtro é utilizado para remover ruídos de uma imagem. Geralmente, é usado em digitalizações com alta resolução, onde é possível observar os pixels da imagem. É possível configurar valores entre 1 e 200 para a distância entre os pixels. Indica-se que esse filtro seja utilizado em conjunto com o filtro Binarize.


  • Line Removal - Binary: Utilizado para remover linhas de uma imagem (como as linhas presentes em uma folha de caderno). As linhas passarão a ter a cor branca. Indica-se que esse filtro seja utilizado em conjunto com o filtro Binarize.


Após efetuar as configurações, não esqueça de salvá-las clicando nos botões OK ou APLICAR.

↑ Voltar para o topo

Aba Upload

Na aba Upload encontra-se informações sobre o webservice utilizado para envio dos arquivos digitalizados para o servidor da aplicação. Além disso, também é possível efetuar configurações sobre o tamanho máximo dos pacotes enviados e quantidade de transmissões simultâneas.

O upload dos documentos é iniciado assim que o usuário finaliza a digitalização/preenchimento dos campos no módulo de Capturar scanner, ação representada pelo clique no botão Encerrar. Nesse momento, o documento digitalizado será transferido do computador do usuário para o servidor da aplicação e, quando a operação estiver concluída, o documento e seus arquivos ficam disponíveis para consulta dentro da biblioteca do Orquestra ECM.

Para que o documento seja transmitido, ele é dividido em pacotes, que contém um tamanho máximo de bytes. Também é possível definir quantos uploads simultâneos podem ser realizados, lembrando que, dependendo das configurações utilizadas, é provável que ocorra lentidão na transferência.

Quando todos os pacotes chegam ao servidor, o documento é remontado e armazenado na biblioteca, estando disponível para que os usuários o consultem.



1. Serviço Web: Contém o endereço do webservice utilizado para transmissão dos documentos digitalizados do computador do usuário para o servidor da aplicação. Esse endereço já é preenchido por padrão no momento em que a regra de negócio é criada. É altamente recomendado que não seja modificado.

2. Gerar backup: Ao habilitar essa opção, será possível criar arquivos de backup para cada um dos documentos digitalizados e que serão transmitidos do computador do usuário para o servidor da aplicação.

3. Pasta de backup: Essa opção é habilitada em conjunto com a anterior (Gerar backup) e permite informar a pasta de destino onde serão criadas as cópias dos documentos digitalizados e que serão transmitidos do computador do usuário para o servidor da aplicação.

4. Uploads simultâneos: Permite informar quantos documentos digitalizados podem ser transmitidos, simultaneamente, do computador do usuário para o servidor da aplicação. Quanto maior o valor, mais tempo irá demorar para finalizar a transmissão, fazendo com que os usuários finais tenham que aguardar mais tempo para consultar o documento na biblioteca.

5. Bytes por pacote: Quando um documento é encerrado no módulo de Capturar scanner, para que a transferência dos arquivos ocorra entre a máquina do usuário e o servidor da aplicação, é necessário que os arquivos sejam quebrados em pacotes menores, cujo tamanho máximo é definido nessa configuração.


Para que o upload seja realizado, é necessário configurar o Serviço de Importação.

Após efetuar as configurações, não esqueça de salvá-las clicando nos botões OK ou APLICAR.

↑ Voltar para o topo

Aba Botões

Na aba Botões é possível configurar os botões existentes e exibidos no módulo de Capturar scanner, assim como a ação realizada por cada um deles.



1. Novo: Crie um botão e defina sua função.

2. ID: Informa qual é o ID do botão.

3. Apelido: Informa qual é o nome amigável do botão, ou seja, o texto que será exibido ao usuário na interface do módulo de Capturar scanner.

4. Atalho: Informa qual é a tecla de atalho do teclado que aciona o botão. Essa funcionalidade está em construção.

5. Habilitado: Informa se o botão está habilitado para o usuário, ou seja, se o usuário poderá clicar no mesmo.

6. Visível: Informa se o botão está visível para o usuário.

7. Editar: Permite atualizar a ação, nome ou status (Habilitado/Visível) do botão.

8. Excluir: Remove o botão das configurações e do módulo de Capturar scanner.

Quando um botão é criado/editado, será necessário informar:



1. ID: ID do botão. Campo de preenchimento obrigatório.

2. Apelido: Nome amigável do botão, que será apresentado na interface do módulo de Capturar scanner. Campo de preenchimento obrigatório.

3. Habilitado: Quando a opção está marcada, define que o botão estará habilitado para o clique no módulo de Capturar scanner. Se a opção estiver desmarcada, o usuário não conseguirá utilizar o botão.

4. Visível: Quando a opção está marcada, define que o botão estará visível para o clique no módulo de Capturar scanner. Se a opção estiver desmarcada, o usuário não conseguirá utilizar o botão.

5. Atalho: Permite definir uma tecla de atalho para acionar o botão. Essa funcionalidade está em construção.

6. Javascript: Permite definir qual será o evento de script que o botão irá acionar. Algumas funções já apresentam o javascript padrão e são apresentadas por botões (como a funcionalidade de Limpar e Encerrar) que, ao serem clicados, já adicionam o comando javascript automaticamente para o botão; entretando, o usuário também poderá criar um código javascript próprio.

7. Adicionar: Conclui a criação/edição do botão.

8. Cancelar: Cancela a criação/edição do botão.


Após efetuar as configurações, não esqueça de salvá-las clicando nos botões OK ou APLICAR.

↑ Voltar para o topo

Aba Campos

A aba Campos apresenta a listagem de todos os campos da biblioteca, informando os campos criados pelo usuário (e exclusivo da biblioteca) e os campos padrão do sistema. Aqui será possível definir quais campos serão apresentados para preenchimento do usuário, se ocorrerá o preenchimento automático de algum deles, entre outros.



1. Nome: Identificador do campo.

2. Apelido: Nome amigável do campo, que é apresentado na interface do módulo de Capturar scanner para o usuário.

3. Listas: Informa se o campo é uma lista.

4. Visível: Quando marcado, indica que usuário poderá visualizar o campo ao acessar o módulo de Capturar scanner. Quando desmarcado, o usuário não visualiza o campo.

5. Habilitado: Quando marcado, indica que o usuário poderá preencher/alterar o campo ao acessar o módulo de Capturar scanner. Quando desmarcado, o usuário não poderá editar/preencher o seu conteúdo.

6. Requerido: Quando marcado, indica que o campo possui preenchimento obrigatório.

7. Remover: Quando marcado, indica que o campo não será apresentado para o usuário quando o mesmo acessar o módulo de Capturar scanner, assim como também será removido do HTML da página.

8. Valor padrão: Valor padrão que será exibido automaticamente no campo ao carregar o módulo de Capturar scanner ou ao encerrar o documento. Caso o campo seja uma lista, deve-se informar o ID da lista que será apresentada por padrão ao acessar o módulo ou encerrar o documento.

9. Descrição: Ao utilizar um campo de lista, este campo Descrição deverá ser preenchido com o texto apresentado na coluna "Valor padrão" da lista. Automaticamente, este valor também será apresentado ao usuário quando o mesmo acessar o módulo de Capturar scanner.

10. Ordem: Ordem de exibição dos campos. Para alterar a ordem, basta clicar no campo desejado e arrastar para cima ou para baixo.


Após efetuar as configurações, não esqueça de salvá-las clicando nos botões OK ou APLICAR.

↑ Voltar para o topo

Aba Listas

Na aba Listas são exibidos todos os campos configurados como listas na biblioteca, incluindo os campos padrão do sistema. É possível configurar como serão exibidos os campos com listas, desde o controle de exibição, se em Caixa de Seleção, Botão ou Rádio, até os valores fixos que serão carregados no campo.

Esta configuração deve ser usada, principalmente, quando existe o desejo de limitar a quantidade de opções apresentadas para o usuário selecionar em um campo que é uma lista. É possível escolher apenas alguns valores para exibição padrão.



No exemplo acima é possível perceber a diferença de opções apresentadas para escolha do usuário: na primeira imagem não existe o filtro na lista, totalizando em 17 opções de escolha. Na segunda imagem houve a restrição na lista, reduzindo as opções de escolha para 9.



L. Nome do campo Nome do campo da biblioteca que possui uma lista associada. No exemplo acima, está destacada a lista chamada "Grupo".

1. Controle: Indica qual o visual de exibição do campo: em caixa de seleção, botão ou rádio.


Exemplo de como ocorre a exibição de uma lista com o formato de Caixa de seleção, Botão e Rádio.

2. Remover a opção "Outro": É padrão que um campo de lista exiba a opção "Outro", permitindo a seleção de outros valores que não são o padrão selecionado. Ao marcar essa opção, a opção "Outro" deixará de ser exibida.

3. Listas selecionadas: Apresenta os valores da lista que foram selecionados como padrão para exibição no campo. Esses valores são apresentados aqui após o usuário clicar no botão Adicionar.

4. Adicionar: Permite incluir uma opção de valor que será exibido por padrão na lista.


Após efetuar as configurações, não esqueça de salvá-las clicando nos botões OK ou APLICAR.

↑ Voltar para o topo

Aba Script-Cliente

Na aba Script - Cliente é possível incluir um javascript que sempre será executado ao navegar pelo módulo.



Por padrão, o sistema já possui um script utilizado no encerramento dos documentos; porém, o usuário poderá incluir o javascript que desejar.


Após efetuar as configurações, não esqueça de salvá-las clicando nos botões OK ou APLICAR.

↑ Voltar para o topo

Salvando as configurações

Após realizar as configurações desejadas, é necessário salvá-las para que sejam aplicadas no módulo de Capturar scanner. Para isso, utilize os botões que aparecem no rodapé das páginas:



1. OK: Salva as configurações da regra e sai automaticamente da interface de configuração retornando para a listagem de regras de negócio da biblioteca.

2. Aplicar: Aplica as configurações realizadas na regra de negócio, porém, não sai automaticamente da interface de configuração, permitindo que outras configurações sejam realizadas.

3. Cancelar: Não salva as configurações realizadas na regra de negócio e também sai da interface de configuração retornando para a listagem de regras de negócio da biblioteca.


↑ Voltar para o topo

Ativar o uso da regra de negócio

Por padrão, a regra de negócio é criada desativada, como forma de precaução de que os usuários utilizem um recurso que ainda não está configurado corretamente.

Após efetuar as configurações para o módulo de Capturar scanner, acesse a listagem de regras de negócio da biblioteca e clique no ícone de ativar, para que o módulo possa ser utilizado pelos usuários.



O usuário administrador da ferramenta também poderá optar por desativar a regra de negócio caso a mesma se torne obsoleta. Para isso, clique no mesmo botão e a regra será desativada.

IMPORTANTE! Os usuários só conseguiram utilizar o módulo de Capturar scanner caso a regra de negócio esteja ativa.

↑ Voltar para o topo

Utilizando um perfil na regra de negócio

Os Perfis são utilizados para usuários que possuem restrições no uso de um determinado módulo. Com isso, é possível restringir os campos que serão visualizados, o modo de captura, entre outros.

Ao utilizar as configurações no perfil Padrão, todos os usuários que não estão em nenhum perfil ou usuários que estejam em um perfil não configurado poderão acessar o sistema com as configurações gerais.

Ao efetuar a troca do perfil e salvar as configurações, tais configurações estarão restritas apenas aos usuários do perfil configurado.

Como criar um novo perfil

Para criar um novo perfil, clique em Adicionar:



Em seguida, a listagem de perfis existentes será apresentada. Selecione o perfil desejado e clique em OK para iniciar a sua configuração:



Após, o usuário será direcionado para a mesma interface de configurações da regra de negócio de digitalização. Configure conforme desejado e não se esqueça de clicar em OK ou Aplicar para salvar as configurações.


↑ Voltar para o topo

Como editar um perfil existente

Também é possível editar as configurações salvas em um perfil já existente. Para isso, acesse as configurações da regra de negócio de Digitalização.

Logo ao acessá-la, o usuário será direcionado para as configurações do perfil Padrão. Clique na listagem de perfis e selecione o perfil que deseja efetuar as atualizações:



Após, a tela será recarregada com as configurações da regra de negócio salvas para o perfil selecionado:



Configure conforme desejado e não se esqueça de clicar em OK ou Aplicar para salvar as configurações.


↑ Voltar para o topo

Como replicar as configurações salvas em um perfil

É possível replicar as configurações salvas em um perfil, adicionando-a em outro perfil. Isso pode ser utilizado quando existem diversas configurações comuns em ambos os perfis, sendo que apenas alguns pontos são diferentes. Replicar as configurações economiza tempo do usuário administrador.

Para realizar essa operação, acesse as configurações da regra de negócio. Serão apresentadas as configurações para o perfil Padrão.

Selecione na listagem o perfil que será utilizado como matriz para a cópia e clique em Salvar como:



Será apresentada a listagem de perfis cadastrados e que receberá a cópia das configurações do perfil matriz. Selecione o perfil desejado e clique em OK:



Logo após, a tela será recarregada com as configurações da regra de negócio salvas para o perfil selecionado. Efetue as modificações desejadas e não se esqueça de clicar em OK ou Aplicar para salvar as configurações.


↑ Voltar para o topo

Restrições e informações importantes

O módulo de Capturar scanner possui as seguintes restrições de uso:

  • Somente é possível criar uma única regra de negócio de Digitalização por biblioteca;
  • A digitalização só será compatível com scanners que possuam o driver Twain 2.0 ou superior;
  • O módulo de Capturar scanner só poderá ser utilizado caso a sua regra de negócio esteja ativa;
  • O módulo de Capturar scanner só poderá ser utilizado se o usuário possuir instalado em sua máquina uma versão compatível do módulo de Integração com o desktop;
  • O módulo de Capturar scanner, assim como algumas configurações da regra de negócio, só poderão ser utilizadas caso o módulo de Integração com o desktop esteja aberto no computador do usuário;
  • Para garantir o funcionamento correto da ferramenta, a quantidade máxima suportada de arquivos por documento é 1500. Caso o documento possua uma quantidade maior de arquivos, poderá ocorrer problemas durante o encerramento;
  • Recomenda-se que o usuário não efetue o logoff; ou reinicie/desligue o computador enquanto o processo de encerramento esteja sendo realizado, pois há risco de perdas;
  • Alguns modelos de scanner diminuem a velocidade de digitalização após digitalizarem uma determinada quantidade de páginas. Esta configuração depende e varia entre fabricantes.


↑ Voltar para o topo