Exportar e Importar um processo

Exportar um processo

Um processo, após ser criado, modelado e configurado, poderá ter as suas regras e formatações exportadas para um único arquivo, em formato XML. Este arquivo pode ser bastante útil para repassar as regras de um processo entre diferentes servidores do sistema (Ex.: servidor de testes e servidor de produção), para manter um backup pessoal das regras de um processo ou mesmo para trocar informações de processos com usuários de outras áreas. Através desta funcionalidade, o processo passa a ter um valor lógico importante e tangível, encapsulado em um só arquivo.

  1. Para exportar um processo para arquivo, entre no cadastro do processo, para editá-lo, e clique no botão "Exportar";
  2. Uma nova janela será aberta;
  3. Clique novamente no botão "Exportar" da pequena janela que foi aberta;
  4. Com o botão direito do mouse, clique sobre o link do arquivo e selecione a opção "Salvar como.." ("Save Target As...");
  5. Selecione uma pasta em seu computador para salvar o arquivo.

Entre as informações que estão contidas no arquivo de exportação, estão:

  1. Todas as tarefas e conexões do sistema, e suas respectivas configurações;
  2. Informações sobre todas as regras de encaminhamento, incluindo áreas e posições necessárias para o processo ocorrer;
  3. O desenho do processo;
  4. Todas as informações sobre o formulário do processo, como configuração de campos, formato do formulário e fontes de dados;
  5. Os arquivos padrão relacionados ao processo.

Importar um processo

Como vimos no tópico anterior, as regras de um processo podem ser exportadas para um único arquivo em formato XML. O processo inverso também está disponível na ferramenta, ou seja, importar um processo a partir de um arquivo.

Para executar esse procedimento, é necessário, antes de tudo, possuir um arquivo de processo exportado em formato XML.

Com o arquivo em mãos, o procedimento está descrito abaixo:

  1. Entre na tela de listagem de processos. Na barra de opções, clique no ícone > .
  2. Selecione, dentro dos arquivos do seu computador, a localização do arquivo do processo exportado;
  3. Marque a opção Utilizar formulário já existente nesse ambiente, caso já exista um com o mesmo nome se você deseja que o sistema, ao encontrar um formulário nesse ambiente com o mesmo nome do formulário que está sendo importado, ignore o formulário que está sendo importado e vincule o processo ao formulário já existente;
    Atenção. Ao vincular um processo novo a um formulário antigo, já existente, você poderá estar perdendo a referência a campos novos do formulário novo
    Até a versão 3.4.1 do sistema, o comportamento normal do sistema era, sempre, vincular o processo ao formulário com nome já existente, caso ele exista. A partir da versão 3.4.2, esse comportamento mudou. O comportamento padrão passa a ser, sempre, importar o formulário, mesmo que com o mesmo nome de um já existente, a não ser que você marque o checkbox descrito acima.
  4. Clique em "Importar" para finalizar a operação;

Limitações da exportação

As seguintes informações NÃO são exportadas e consequentemente não são importadas de um ambiente para outro:

  1. Usuários que fazem parte do processo;
  2. A relação de áreas e posições de um usuário;
  3. As regras de controle de acesso ao processo;
  4. Os subprocessos utilizados no processo e todas as suas regras relacionadas

Essas informações deverão ser manualmente cadastradas/configuradas no ambiente final.